sábado, 6 de março de 2010

SACUDIR E SUBIR

SACUDIR E SUBIR

Uma parábola diz que certo camponês, dono de um velho cavalo, percebeu que o animal resvalara, caíra num poço, e angustiado zurrava nas profundezas. Após cuidadosa avaliação do caso, e embora simpatizasse com o animal, decidiu que não valeria a pena resgatá - lo, nem continuar com o poço. Apelou aos vizinhos, informou - os do sucedido e, para resolver o problema pediu - lhes auxílio para enterrarem o animal.
Logo de início o velho cavalo ficou histérico! Mas, enquanto os camponeses lançaram terra para cima de seu dorso, um pensamento galvanizou - o. Subitamente compreendeu que cada vez que uma pazada de terra atingisse o seu dorso… DEVERIA SACUDI - LA E SUBIR UM PASSO! E agiu assim, arremesso, após arremesso.
Para se encorajar a si mesmo repetia : “ Sacudir e subir… Sacudir e subir . “ Imperturbável perante o choque doloroso, e por mais estressante que a situação parecesse, o velho cavalo afastava o pânico continuando a SACUDIR e a SUBIR !
É verdade! Não tardou que o velho cavalo, maltratado e exausto ultrapassasse com grande triunfo a parede do poço ! A maneira como lidou com a sua adversidade que parecia sepultá-lo, foi na verdade uma bênção para ele !
A VIDA É ASSIM ! AS ADVERSIDADES QUE VÊEM PARA NOS DERRUBAR TRAZEM CONSIGO O POTENCIAL DO BENEFÍCIO E DA BENÇÃO … se enfrentarmos e respondermos aos problemas com positividade , e recusarmos ceder ao pânico, à amargura ou à auto- complacência. Recorde que, GENEROSIDADE - FÉ - PRECE - LOUVOR - e ESPERANÇA, são excelentes meios para SACUDIR E SUBIR, os poços em que caímos.

Sem comentários:

Enviar um comentário