quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

O que é mais importante do que o dinheiro?

O que é mais importante do que o dinheiro?

A Saúde, o Amor e o Tempo!


A Saúde para poder ter mais Tempo para amar.


O Amor para passar um bom Tempo na nossa própria companhia e na companhia de quem nos faz bem.


E o Tempo para usufruir uma vida com Saúde e Amor.

O sistema de ensino.

A estupidez do sistema de ensino faz com que todos os anos milhares de alunos não conseguem ingressar no curso pretendido porque a média obtida no exame não permite. 
A estupidez do sistema de ensino é considerar que um exame de duas horas consegue avaliar os conhecimentos do aluno adquiridos ao longo de 12 anos.
É ridículo continuar falar de Educação quando vemos um sistema que se preocupa mais com as médias dos alunos para obtenção de diplomas do que formar indivíduos com forte bagagem cultural e com forte sentido ético-moral.

Livros

Houve um tempo que as pessoas se fossem apanhadas a ler livros, excepto os livros impostos pelo regime, eram severamente castigadas. 
Hoje as pessoas têm acesso aos livros mas, algumas, tratam-os como objectos estranhos.

A indiferença são muralhas invisíveis!


Finges não ver as pessoas que dormem na rua no meio dos cartões e só se lembras deles no período natalício!

Sabes mais da vida das celebridades do que quem vive ao teu lado!

Nas redes sociais pedes amizade a desconhecidos e trata-os como seres virtuais ao invés de vê-los como seres com um nome e uma história de vida!

Tens muitos amigos nas redes sociais mas alguns nem sabem que tu existes!

Julgas rapidamente atribuindo rótulos aos outros como se os definisse mas os rótulos definem a tua pessoa!

Valores invertidos.

Estabelecemos relações como se fossem negócios.

Somos ateus quando a vida nos corre bem e tornamo-nos crentes quando a vida nos corre mal.


Valorizamos quem nos entretém do que quem nos ensina a pensar.


Falamos de mérito mas incutimos nepotismo nas relações pessoais. 


Associamos a ideia de sucesso é ganhar dinheiro ao invés de ter paixão no que se faz.

Valorizamos certidões ou diplomas do que Conhecimento.

Desprezamos os livros como se soubéssemos tudo!

Depositamos flores nas campas dos nossos entes ao invés de valorizá-los ou tornar as suas vidas num jardim quando viviam no meio de nós.

Caminhando.

Pelo caminho vou deixando e vou levando.

Pelo caminho vou amando e vou dizendo adeus.


Pelo caminho vou abraçando e vou acenando.


Pelo caminho vou sozinho e vou acompanhado.


Pelo caminho vou caindo e vou levantando.


Pelo caminho vou aprendendo a julgar menos e compreender mais.

Pelo caminho vou aprendendo que sou apenas um viajante neste tempo.


É hora de acreditarmos em nós mesmos.

" Crescemos com o caminho marcado, pelos estereótipos, os costumes, a cultura, a religião e o sistema patriarcal que prejudica a todos nós. (... )
Ter a determinação para saltar ao vazio e nos libertar daquela manipulação emocional que veio com os padrões desde criança, a escola, as religiões e a sociedade. Enfrentar os fantasmas e os infernos; encará-los e despojar-nos de tudo o que não nos permite viver plenamente, porque viver plenamente é nosso direito e devemos defendê-lo de tudo e de todos – até de nós mesmos! 
A plenitude não tem nada a ver com dinheiro nem diplomas universitários, é algo excelso que não tem explicação mas que transforma o ser humano.
Que nada nem ninguém nos detenha, que nada nem ninguém exerça poder sobre nós, é nossa obrigação lutar por aquilo que nos enche de felicidade, por esse instante fugaz que enche de luz nossa alma e aviva nosso espírito.
E estamos equivocados se pretendemos nos proteger em tudo o que chega de fora, temos a capacidade para bloquear tudo o que não permite nos desenvolver, porque só nós temos poder em nossos próprios infernos.
Tenhamos a suficiente integridade para que nem os preconceitos nem os estereótipos que estão nos padrões com os quais crescemos e na sociedade em que vivemos todos os dias, tenha espaço em nosso direito à loucura e à felicidade. Ainda que tenhamos tudo contra nós, disso se trata a tempestade, está aí para nos fortalecer e nos fazer invencíveis. É hora de acreditarmos em nós mesmos. "

Tradução: Diário Liberdade